//
você está lendo...
Todos os Posts

Ameaça

(Nota publicada no Jornal Pessoal 319, de março de 2004)

Um site especializado em mineração noticiou, no início do mês, que a Anglo American, a maior mineradora do mundo, estaria interessada em comprar os 20% que a Bradespar detém na Valepar, holding que controla a Companhia Vale do Rio Doce.

O valor do negócio seria em torno dois bilhões de dólares. A mediadora da operação seria a nova conselheira da Anglo, Maria Silvia Bastos Marques, que presidiu até algum tempo atrás a Companhia Siderúrgica Nacional e foi conselheira da própria CVRD.

No ano passado o BNDES, controlador da Bradespar, comprou, dos funcionários da Vale, as ações que eles possuíam da empresa (8,5%). O pretexto foi a possibilidade de que a Mitsui ficasse com essas ações. A multinacional japonesa é uma das principais clientes do minério de ferro da CVRD.

Se ampliasse sua participação acionária, ficaria com poder decisório na ex-estatal, tornando-a uma binacional nipo-brasileira. O BNDES se antecipou para evitar a transação, que seria nociva aos interesses nacionais.

A Anglo-American foi sócia da Vale no projeto de exploração de cobre da Salobo Metais em Carajás. Os parceiros não se entenderam e o grupo estrangeiro vendeu sua participação. Agora parece querer voltar – por cima.

Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: