//
arquivos

Arquivo para

Exploração mineral: a de sempre

Em janeiro de 1957 o primeiro navio desatracou do porto de Santana, no Amapá, carregando 20 mil toneladas de manganês destinado aos Estados Unidos. Era a volta da Amazônia ao mercado internacional, depois de quatro décadas de ausência devido à estrondosa derrota de sua borracha para os concorrentes asiáticos. Essa abstinência foi interrompida apenas durante … Continuar lendo

Nas mãos dos chineses

 Este artigo foi escrito em 2009. Desde então, a Vale tentou ressuscitar sua empresa de navegação interoceânica. Encomendou os maiores navios graneleiros do planeta na Coréia do Sul e na China. Mas teve que vender essa gigantesca frota porque os chineses, depois de faturarem na construção, obstruíram a operação dos navios em seus portos. A … Continuar lendo