//
arquivos

Arquivo para

Blog faz um ano, em silêncio

Sem lenço e sem documento, caminhando contra o vento, como na música de Caetano Veloso da segunda metade dos intensos anos 1960, e sem um leitor para lembrar a data, este blog completou neste abril (o pior dos meses, segundo o poeta T. S. Elliot) um ano no ar. Foram feitas 90 postagens nesse período. Acessos limitados. … Continuar lendo

A voz do nativo no cenário colonial

Escrevi este texto em abril de 2007, como prefácio para a segunda edição do livro Carajás – a invasão desarmada, de Raymundo Garcia Cota, originalmente de 1984. A 2ª edição foi lançada em novembro de 2007 (Novo Tempo Comunicações, 176 páginas). Reproduzo-o aqui para chamar a atenção dos leitores para o livro e estimular o … Continuar lendo

David e Golias: nós e a CVRD

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra paralisou por três vezes, em 2007, o funcionamento da ferrovia de Carajás, pela qual trafega um dos maiores trens de cargas do mundo. Cada dia de paralisação causa um prejuízo de 15 milhões de dólares, no mínimo, à antiga Companhia Vale do Rio Doce. O bloqueio serve de instrumento … Continuar lendo

A crise chega a Carajás

 (Arigo de janeiro de 2009) A Companhia Vale do Rio Doce, impulsionada pelos grandes aumentos nos preços das matérias primas, foi uma das empresas que mais cresceu no mundo nos últimos anos. Sem dúvida, foi a de maior desempenho no setor mineral, siderúrgico e metalúrgico. Agora a dúvida, gerada pela atual crise econômica internacional, pode … Continuar lendo