//
arquivos

Arquivo para

A elite da Vale uma década atrás

Dei a entrevista abaixo em junho de 2003. No arquivo não ficou o registro de para quem ela foi dada, mas talvezs tenha sido para um jornal de Belém.Acho que ainda é útil. Até que nível de direção da Vale teus artigos atingem (e já atingiram em outras épocas e diretorias)? A mineradora, por sua … Continuar lendo

Problemas deles hoje; nossos, amanhã?

(Artigo publicado em agosto de 2005) Brasil e China começaram a cruzar seus caminhos no final do século XX. A primeira década do século XXI ainda não terminou e os chineses já são os maiores parceiros do Brasil na Ásia. Superaram a posição que o Japão conquistou nos anos 70 do século passado. Nessa década, … Continuar lendo

Carajás faz a diferença

A capacidade instalada mundial de aço alcançou a incrível marca de 1,8 bilhão de toneladas. A produção efetivamente realizada é de 1,5 bilhão de toneladas. Os grandes fornecedores de minério de ferro, naturalmente, temem a queda da demanda em função do excesso de produção de minério e da redução do consumo das siderúrgicas. Como explicar … Continuar lendo

A queda de Agnelli

Em três dos 10 anos em que presidiu a antiga Companhia Vale do Rio Doce, entre 2001 e 2011, Roger Agnelli manteve uma guerra de guerrilhas com o governo do PT. A incompatibilidade foi transmitida por Lula a Dilma Rousseff. A queda de braço foi vencida pelos petistas, depois de um “chega pra lá” no … Continuar lendo

A Vale não é boa para trabalhar?

Pelo 10º ano, em 2010, as revistas Exame e Você S/A reconheceram a Albrás como uma das “melhores empresas para você trabalhar no Brasil”. Pelo terceiro ano, as demonstrações financeiras da Albrás foram também reconhecidas como uma das cinco melhores do Brasil. A empresa foi uma das vencedoras do Troféu Transparência 2009, concedido pela Associação … Continuar lendo

O futuro? Talvez no passado

Escrevi este artigo em 2007, quando o início da exploração do manganês do Amapá completou meio século. Cinco anos antes a mineradora encerrou suas atividades. A jazida se esgotara. Em janeiro de 1957 o primeiro navio desatracou do porto de Santana, no Amapá, carregando 20 mil toneladas de manganês destinado aos Estados Unidos. A Amazônia … Continuar lendo

Canadá ganhou com a Vale multinacional

A compra da mineradora canadense Inco pela Vale em 2006 beneficiou o Canadá. Foi o que o ministro da indústria daquele país declarou ao final da análise dos documentos sobre o negócio, que resultou na aprovação da operação, de acordo com o Investment Canada Actted. O governo canadense levou mais tempo do que os acionistas … Continuar lendo

Pará cresce como rabo de cavalo

O setor mineral promete investir 40 bilhões de dólares (quase 80 bilhões de reais) no Pará durante a vigência do seu plano quinquenal (2010/2014). Dá uma média de US$ 8 bilhões ao ano. É quase o dobro da receita tributária líquida do Estado, o dinheiro que mantém a máquina pública em funcionamento e responde pelos … Continuar lendo